M MT

PM prende quadrilha que planejava ação no Banco do Brasil de Diamantino

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

A partir de uma denúncia anônima, a Polícia Militar de Diamantino frustrou uma quadrilha que pretendia roubar a agência do banco do Brasil de Diamantino (a 186 km de Cuiabá). A ação foi desenvolvida nesta quarta-feira (22.08) e prendeu cinco suspeitos, entre eles um segurança do banco e um foragido da justiça de Mato Grosso do Sul.

 

Tudo começou com a prisão de Edilson Garcia de Oliveira, que estava com sete porções de maconha. Enquanto ele estava na delegacia, uma denúncia chegou ao 190 de que ele estaria conversando com um suspeito conhecido como Hulk, que já foi preso por furtos a bancos e roubo de armas, além de ter um mandado de prisão em aberto no município de Sonora-MS. Durante o registro da ocorrência, Hulk tentou ligar para Edilson algumas vezes.

 

Os policiais iniciaram as rondas e localizaram o suspeito, ao lado de outras quatro pessoas, em um bar na saída de Diamantino. Um deles, Daniel Ferreira de Oliveira, se identificou como segurança do Banco do Brasil, e tinha duas porções de pasta base em seu coturno.

 

Os outros suspeitos, Sidney Mamede Arantes, Guilherme Viana Chaves, Rafael Rodrigues da Silva e Israel de Lima Brito vieram de Cuiabá. Israel também já foi preso por roubo de banco, crimes contra a ordem pública e formação de quadrilha.

 

Os policiais então seguiram até a casa do segurança do Banco do Brasil, onde encontraram grande quantidade de drogas, R$ 755 em dinheiro, balança de precisão e um caderno com a contabilidade da venda da droga para traficantes da cidade.

 

Todo o material foi apreendido, inclusive os vários celulares que estavam em poder dos suspeitos.

Primeira prisão

Edilson Garcia de Oliveira, 18 anos, foi preso por volta das 15h da quarta-feira (22.08) no bairro Buriti, em Diamantino, quando tentou fugir de uma viatura policial. Ele possuía sete porções de maconha, além de uma faca de serra, uma balança de precisão e um rolo de filme plástico para embalar a droga.

 

Denúncias

A população pode fazer denúncias de crimes ou informações sobre suspeitos pelo telefone 190. O anonimato é garantido.

 

Assessoria | PM-MT