M MT

Medeiros confirma Bolsonaro em MT para motociata e visita a índios produtores

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Inicialmente, a data estipulada para a chegada do "capitão" é 28 de janeiro. Encontro de motos deve ser na capital, seguida de ida a Campo Novo.

A convite do deputado federal José Medeiros (PODE), seu vice-líder na Câmara, o presidente da República, Jair Bolsonaro, vem a Mato Grosso até o fim do mês para uma motociata e visita a uma terra indígena.

Medeiros informou que a agenda pré-fixada para a viagem foi definida para o dia 28 de agosto. Os detalhes dos compromissos do presidente no estado, todavia, ainda estão sendo definidos.

A previsão é que ele viste uma aldeia indígena no município de Campo Novo dos Parecis, região símbolo da política de produção em larga escala nas aldeias, algo amplamente apoiado por Medeiros e Bolsonaro.

Já quanto a uma motociata, que o próprio deputado já havia feito “lobby” para que fosse realizada em Cuiabá ou Rondonópolis, a previsão é que reúna milhares de motoqueiros, vindos até de estados vizinhos.

“Nosso estado é, seguramente, uma das prioridades desde Governo. Estamos vendo isso no encaminhamento dos projetos ferroviários e outras demandas que nos colocarão em outro patamar, permitindo que sigamos sendo a locomotiva de produção deste país”, pontuou Medeiros.

Quanto a pauta com indígenas e a motociata, o deputado afirma que são atos muito simbólicos. “O encontro de motos, reforçando a ideia do patriotismo e do amor pelo Brasil, faz parte de uma luta contínua. Quem apoiou esse projeto de país, sabia que a vitória em 2018 seria só a primeira de muitas batalhas. Já o projeto dos índios produtores é um marco histórico. Não é à toa que ONG’s e tantas outras entidades, que dizem defender os índios, mas os usam para interesses comerciais, estão obcecados em travar essa pauta. Isso representa a independência, a quebra das correntes que aprisiona estes brasileiros à manipulação e a miséria que estes canalhas os impõe”, comentou o deputado.

 

 

 

FONTE: MINUTO MT | FOTO DESTAQUE: Reprodução