G Geral

Previous Next

Mercadão Público: Há Possibilidade do Novo Espaço da Feira Municipal Ser Usado Como Mercado Público

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

O Feira Municipal dos pequenos produtores de Campo Novo do Parecis atua a anos como principal ponto de encontro entre o produtor rural e o consumidor final. Produtores de todo o município expõe seus produtos duas vezes por semana, ás quartas no período vespertino e aos domingos de manhã a partir das 4:30 horas. 

 Mas, com o recente uso do Espaço da Feira Municipal para a missa de Corpus Christi, uma hipótese começa a rondar pelo município, a possibilidade do novo espaço da feira municipal dos pequenos produtores ser um espaço de múltiplo uso para que, assim, além das feiras, o espaço possa ser destinado a atividades nos demais dias da semana como Mercado Público Municipal.

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.00.jpeg(A obra fica localizada na Av. Mato Grosso. - Foto por : Alex Felipe.)

 

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.34.59.jpeg

(O novo espaço, recentemente foi utilizado para a celebração da Missa de Corpus Christi. - Foto por : Alex Felipe.)

 

“O espaço aumentou bastante, um espaço nobre dentro do município, e isso é mérito de muito trabalho. Os feirantes vem pleiteando essa nova construção há muito tempo, e estão de parabéns. Vejo essa possibilidade de usar o espaço para mercado público, afinal, as feiras acontecem as quartas e domingo. Então, acredito que os feirantes, que são pessoas valorosas, entenderiam se esse espaço fosse utilizado também em outros dias da melhor maneira possível, pois é um investimento público e precisamos dar o máximo de aproveitamento possível a ele.”, declara Marcelo Burgel, presidente da Câmara Municipal de Vereadores.

A feira livre acontece as quartas e domingos, mas caso aprovado, o Mercado Público, poderá receber eventos durante toda a semana, e o ano todo desde que esteja dentro das limitações, com a biossegurança necessária. Em eventos anuais como a Páscoa e Final do ano, os produtores poderão ocupar o espaço para a venda de produtos típicos dessas comemorações, como peixes frescos, colombas, panetones artesanais, artesanato e produtos similares. Além do mais, uma Feira do Livro também poderia ser acolhida pelo espaço.  

 

 WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.01.jpeg(As bancas são ricas em produtos produzidos no municipio. - Foto por : Alex Felipe.)

 

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.01_1.jpeg

(Temperos Caseiros e conservas também tem espaço garantido. - Foto por : Alex Felipe.)

 

“O espaço pode ser usado em qualquer outro tipo de evento que não atrapalhe a questão das feiras. Visamos sempre, um bom local para recepcionar as pessoas da sociedade de um modo geral. Um lugar muito bem localizado, um espaço amplo onde poderia ser utilizado como Mercado Público em outros dias da semana. Assim, é bom para os feirantes, é bom para a população e com certeza poderemos fazer outras coisas com bastante intensidade, e até outros tipos de comercio.”, observa Marcelo.

 

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.01_2.jpeg(Entre 6 e 8 horas da manhã, no domingo, são os horários de pico, onde pode-ser observar maior número de consumidores. - Foto por : Alex Felipe.)


E nem só de legumes e verduras vive é a feira, artesanatos (peças em crochê, tapetes e muitos outros itens), roupas, temperos, conservas e geleias, pães caseiros, tapiocas,  pastéis e salgados, muitos vindos de agricultura familiar são alguns dos produtos também encontrados no espaço. Com a possibilidade do espaço ser utilizado não só para a feira livre, abre-se um leque variado de atividades que podem ser realizados no espaço, bem como o uso do espaço pelos próprios produtores em outros dias da semana.

 

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.00_4.jpeg(Produtos em exposição. - Foto por : Alex Felipe.)

 

“Como feirante, acho que o mercadão popular é bom, pelos mercadões populares que eu conheço no Brasil, todos funcionam a hora que o produtor chega e precisa vender seu produto, estando aberto para ele entrar e vender. Diferente da Feira Municipal que tem os dias específicos para funcionar. O mercadão dá uma abertura totalmente favorável para o produtor e todos os feirantes, porque ele não tem que ficar com seu produto guardado em casa esperando o dia que a feira abre para ele poder vender.”, pontua Dona Irene, feirante e produtora rural. 

  WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.00_1.jpeg(Dona Irene é feirante e produtora em Campo Novo do Parecis. - Foto por : Alex Felipe.)

 

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.00_2.jpeg(Compotas e doces enchem os olhos de quem passa pela Feira Municipal. - Foto por : Alex Felipe.)

 

Para os interessados em utilizar o espaço da futura Feira Municipal, é preciso entrar em contato com a Prefeitura, para que faça o intermédio da negociação das datas, lembrando que após a utilização deve ser feita a limpeza do ambiente, os organizadores tem também a possibilidade de falar diretamente com os diretoria da feira.

“Para que houvesse esse uso, seria necessário ter uma conversa com os feirantes da cidade, precisaríamos procurar a diretoria da feira para que possamos ter esse diálogo com eles. Entendo como muito positiva essa agenda com os feirantes, para falarmos sobre os horários que eles atendem, uma vez que sempre que utilizado, o espaço deve ser entregue limpo para que na quarta e no domingo eles cheguem e encontrem o ambiente próprio para que possam fazer o uso também.”, comenta Marcelo.

 WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.02.jpeg(Foto por : Alex Felipe.)

 

WhatsApp_Image_2021-06-06_at_15.35.00_3.jpeg(Foto por : Alex Felipe.)

A obra será de grande valia para toda a população camponovense. “Parabenizo a brilhante obra feita pelo prefeito Rafael, uma vez que essa feira já foi motivo de bastante discussão, inclusive muitas acusações aqui pela câmara municipal da legislatura passada, onde todas as denúncias foram apuradas e nenhuma delas comprovadas. Com certeza as adequações que precisaram ser feitas, foram feitas e muito bem feitas. Tanto é que hoje é um prédio bonito, imponente, bem no coração da cidade, na avenida Mato Grosso.”, completa Burgel.