C CNP

Por unanimidade, TRE anula cassação do prefeito de Campo Novo do Parecis

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

“A democracia prevaleceu, diz Rafael Machado  
 
Por unanimidade, o pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) acatou recurso e suspendeu a cassação do mandato do prefeito de Campos Novo do Parecis, Rafael Machado (PSL), e seu vice, Toninho Brolio (PSL). No entendimento do Pleno, a acusação de suposto uso da máquina no processo eleitoral de 2020, que culminou na cassação do prefeito e o vice em junho deste ano, foi considerada improcedente.  

No recurso à Corte Eleitoral, a defesa do prefeito alegou que as peças publicitárias alvos da denúncia foram divulgadas no site da Prefeitura Municipal antes de 31 de janeiro de 2020, portanto, foram no período eleitoral.

“O conteúdo questionado foi divulgado fora do período vedado. As postagens foram suspensas cerca de 10 meses antes da eleição. Evidentemente que se o intuito fosse se autopromover, por óbvio que os vídeos teriam sido postados e repostados ao longo do ano de 2020 e próximo às eleições, inclusive exaltando a pessoa física do candidato, o que não ocorreu”, argumentou o advogado Lenine Póvoas de Abreu. 

A defesa acrescentou ainda, que os vídeos institucionais tinham o carácter educativo, informativo e de orientação social. Além disso, não tiveram impacto e nem desiquilibraram o processo eleitoral.

“Se os vídeos tivessem causando tanto impacto no processo eleitoral é evidente que a parte autora teria ajuizado a presente ação nos primeiros dias da campanha, e não a seis dias da votação (09.11.2020), o que demonstra até mesmo certa incongruência...”. 

Após reverter a cassação e inelegibilidade, o prefeito Rafael Machado elogiou a celeridade da justiça eleitoral, em especial no TRE de Mato Grosso, e a oportunidade de ampla defesa no processo que ele classifica de injusto, pois as denúncias de crime são comprovadamente infundadas.

“Sempre confiei na justiça e no restabelecimento da verdade. Nossa equipe jurídica desenvolveu um papel fundamental para conseguirmos mostrar e comprovar que não causamos dolo ao erário público, e que de fato, não comentemos crime eleitoral. Nesse ambiente eleitoral tudo é muito subjetivo e está atrelado a interpretação, por isso ficamos felizes com o resultado e o entendimento unânime do pleno do TRE. A democracia e a justiça prevaleceram!”, destacou Machado.  

Rafael Machado também ressaltou que a vontade popular foi mantida e que vai continuar trabalhando pelo desenvolvimento econômico e social de Campo Novo do Parecis.

“O resultado da eleição representa a vontade popular. A justiça reconhecer e manter esse resultado só reafirma a nossa crença no processo democrático e que a vontade do povo é soberana. Agora, é continuar honrando a confiança do cidadão e da cidadã de Campo Novo dos Parecis e fazer uma gestão cada vez mais comprometida com os interesses da maioria da população”, finalizou o prefeito.