A Agro

Reunião discute viabilidade de implantação de um Centro de Vocacional Tecnológico Indígena

Reunião discute viabilidade de implantação de um Centro de Vocacional Tecnológico Indígena

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Carla Londero – Ascom IFMT Campus Campo Novo do Parecis


Na tarde da última quarta-feira, 29 de setembro, o Diretor-Geral do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) campus Campo Novo do Parecis, Genivaldo David de Souza Schlick, esteve reunido com a Presidente da Cooperativa Indígena Coopihanama, Elaine Aparecida Zoizocairoce, e com um representante da Funai, Carlos Márcio Vieira Barros.

 

O intuito do encontro foi discutir a viabilidade de implantação de um Centro de Vocacional Tecnológico (CVT) Indígena, com foco na capacitação e aperfeiçoamento técnico dos indígenas. A ideia é fazer com que o CVT seja uma unidade de ensino, pesquisa e extensão que busca promover a divulgação e produção de conhecimento científico, tecnológico e técnico prático, e a transferência crítica de conhecimentos organizacionais e tecnológicos voltados para melhorias dos processos, visando o desenvolvimento econômico e social sustentável da comunidade indígena de Campo Novo do Parecis e região.

 

Além da capacitação, o espaço servirá para promover a integração entre o Instituto Federal e a comunidade indígena por meio de diálogos e ações acerca de aspectos tecnológicos e organizativos, integrando os conhecimentos da Instituição com as necessidades e saberes da comunidade.

 

O Diretor-Geral do campus afirmou sem comprometimento com essa iniciativa. “O Instituto apoia essa parceria. Hoje, a comunidade indígena de Campo Novo do Parecis é uma referência Nacional na produção de soja, milho, milho pipoca, girassol e outras culturas e a cada ano vem aumentando sua área de produção, o que demanda qualificação técnica profissional, projetos de ensino, pesquisa e extensão. Neste sentido, apoio essa proposta e me comprometo em buscar parcerias políticas, com empresas e com a comunidade para viabilizar a implantação deste Centro Vocacional Tecnológico em Campo Novo do Parecis para atender os anseios da comunidade indígena da nossa cidade e região”, finalizou Genivaldo.