The Best bookmaker bet365

Menu

Tribunal de Contas paralisou obras do MT Integrado por atrasos de propina

A paralisação das obras do programa MT Integrado teria ocorrido devido ao atraso no pagamento das 14 parcelas de propina destinadas pelo ex-governador Silval Barbosa a cinco conselheiros do Tribunal de Contas. É o que revela o ex-secretário de Indústria e Comércio e da Casa Civil Pedro Nadaf em depoimento prestado ao Gaeco em 5 de setembro do ano passado.
 
Nadaf relata que houve uma reunião em 2014 entre ele, o ex-secretário estadual de Planejamento Arnaldo Alves e os conselheiros Sérgio Ricardo (afastado por decisão judicial) e José Carlos Novelli no TCE, ocasião em que assumiram o compromisso em nome do então governador de viabilizar o mais rápido possível o pagamento da propina que Silval devia aos conselheiros. Conforme o ex-secretário, receberam a propina os conselheiros Sérgio Ricardo, José Carlos Novelli, Valter Albano, Antônio Joaquim e Waldir Teis, no valor de R$ 50 milhões para aprovar as contas do ex-governador. 

Compartilhar esta postagem

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn
back to top
Banner 640X100 WhatsApp

Comentários Facebook API

Usando sua conta do Facebook para comentar você estará sujeito aos termos de uso e politicas de privacidade do Facebook. Seu nome no Facebook, Foto e outras informações pessoais que você deixou como públicas irão aparecer no seu comentário e poderão ser usadas pelo Portal de Notícias Parecis.Net.

The best bookmaker bet365.artbetting.co.uk